8 maneiras de fortalecer seus laços familiares

/8 maneiras de fortalecer seus laços familiares

8 maneiras de fortalecer seus laços familiares

Não importa como você cresce e amadurece, você sempre precisará que seus pais, avós e irmãos se sintam parte de um verdadeiro lar. Mesmo que você tenha começado sua própria família, nunca esquecerá aqueles que o trazem ao mundo e compartilham, ensinam, aconselham e até chamam sua atenção com os momentos mais importantes de sua vida.

Família é tudo: é composta de pessoas, Elas amam e respeitam suas vidas e seu presente.

Muitas vezes, só percebemos o valor da família quando perdemos uma pessoa ou, por algum motivo, ficamos em contato por muito tempo.

8 maneiras de fortalecer seus laços familiares

Como fortalecer seus laços familiares

Você sabe como fortalecer e manter um laço de amor, carinho, amizade e cumplicidade entre pais, filhos, irmãos, avós e netos? É fácil, basta querer o bem do outro e dedicar-se a vê-lo feliz. Veja estas 8 dicas:

1. Esteja Presente

É claro que muitas famílias podem se reunir para jantar apenas em um dia atarefado, pais no trabalho, crianças na escola e atividades extracurriculares , Mas tudo bem, desde que o tempo seja bom.

Estar presente é desligar o telefone na hora das refeições e também deixar o incômodo do trabalho a menos que algo possa ajudar sua família

Leve o seu tempo imaginando como todos estão quais são os planos para o dia seguinte, encorajar, louvar, ensinar algo novo, ajudar nas tarefas e tornar o momento o mais agradável possível

2. Faça Reuniões Familiares

Avós e netos precisam da companhia um do outro, ainda mais do que seus filhos e pais adultos, porque essa convivência traz muito aprendizado e conforto emocional. Se você mora longe, permita que os avós e netos estejam juntos o mais rápido possível, seja no final de semana ou pelo menos uma vez por mês.

Este encontro também deve ser agradável e levar muitas horas, pois é na convivência de conhecer um ao outro, seus gostos e hábitos, criando um laço de afeto e de pertencimento que é importante para que as crianças sejam emocionais. tornar-se forte e mais velho para viver mais e melhor.

3. Encorajando a resolução de conflitos

Toda família tem seus conflitos, isso é normal. O que não deve acontecer é deixá-los sem solução e abrir espaço para mágoa. Em uma casa, apesar da formação de uma família, todos os indivíduos têm que resolver certas questões.

É preciso compreensão, paciência, atenção e vontade de ouvir e ajudar a respeitar o tempo do outro. Educar é essencialmente isso: respeito. Quando as crianças se rebelam, é porque se sentem desrespeitadas e desrespeitadas.

Chegou a hora em que “por que sim” e “por que não” as coisas foram resolvidas? Na verdade, eles nunca quebraram, as crianças cresceram com medo e dor, formando novas famílias conflitantes.

4. Divirta-se na vida cotidiana

Os pais são o apoio e o exemplo das crianças. É ótimo quando a família pratica hobbies como esportes, viagens, camping, boates, porque eles sempre têm algo em comum para compartilhar ideias e fazer novos planos.

Além disso, é importante que as crianças admirem seus pais, vejam como estão comprometidas com as pessoas participativas e ativas, e observem o quanto elas valorizam gastar seu tempo livre com a família.

5. Transferindo Bons Hábitos

Bons hábitos são pessoas bem-sucedidas e, portanto, valorizam estar com suas famílias. Dentro desses hábitos pode-se considerar tudo: hábitos de higiene; Organização da casa; Seja respeitoso com tudo e com todos; Não julgue as pessoas pela aparência; evite falar mal dos outros; Assuntos que lhe interessam, mesmo que não seja um compromisso escolar;

Bons hábitos são essenciais para superar os limites, respeitar o espaço um do outro e organizar a vida evitando o medo do caos emocional e ecológico.

6. Encorajamento para Participar do Trabalho Doméstico

As crianças precisam ter consciência de que fazem parte da comunidade familiar e, portanto, desempenham um papel importante nesse círculo. Incentive as crianças e adolescentes a terem responsabilidades fixas, elogie-as se forem bem feitas e corrija-as com naturalidade e respeito quando as coisas melhorarem.

Quando os pais reclamam que as crianças não estão falando sobre assuntos íntimos ou não querem pedir conselhos sobre seus problemas, eles precisam pensar em como tratá-los diariamente.Para muitos pais, é claro, humilhar as crianças é sua autoridade. Demonstrar, mas essa é exatamente a resposta para o problema

7. Brincar e Relaxar

Se você tem filhos pequenos, participar da temporada é uma ótima maneira de mostrar os laços afetivos e de jogo Para fortalecer a confiança. E lembre-se de que você tem que participar efetivamente, prestar muita atenção ao momento, deixar-se ser uma criança novamente. Esse é o segredo.

Com os membros mais velhos da família, as variedades mudam, mas podem continuar porque tornam os momentos mais fáceis e mais agradáveis. Esses jogos podem ser piadas para relaxar, ter o hábito de jogar cartas ou um tabuleiro no final da noite e qualquer coisa que torne simples momentos em algo fora do comum, porque essas são as memórias que fazem você ter certeza de que é seu Melhor dar

 8. Cozinhem Juntos

Para alguns, comer é apenas uma obrigação para morrer de fome, mas há pessoas que pensam que cozinhar é uma maneira de amar os outros. Na verdade, a hora de preparar a comida é uma ótima oportunidade para ensinar às crianças coisas novas e mostrar-lhes como ter cuidado com quem você ama.

Quando as crianças crescem, entre todas as memórias da infância, momentos em uma cozinha com diferentes sabores e gostos estão entre os mais evidentes, que transmitem um sentimento de amor e alegria.

Dica: Não tenha medo de muitas crianças

Hoje, ter uma família grande é uma raridade. Os pais têm medo de não dar a mensagem, mas se eles têm amor, tudo funciona. A verdade é que uma casa cheia é um fator crucial no fortalecimento dos laços familiares.

 

By | 2018-03-29T11:17:43+00:00 March 29th, 2018|Família, fortalecer laços familiares|0 Comments

Leave A Comment