Escolhendo Gorduras Saudáveis

/Escolhendo Gorduras Saudáveis

Escolhendo Gorduras Saudáveis

Ao contrário do que muita gente pensa, eliminar as gorduras do cardápio não significa um emagrecimento rápido, mesmo porque elas são essenciais em qualquer dieta, pois desempenham um papel importante para a absorção das vitaminas A, D e K pelo organismo. No entanto, não são todos os tipos de gordura que são benéficas ao corpo humano.

Assim, é necessário que se escolha apenas as boas gorduras, aquelas essenciais ao bom funcionamento do nosso organismo.Apesar de todos os benefícios que possa trazer para nosso organismo, para evitar o aumento de peso, mesmo as gorduras “boas” devem ser consumidas com moderação, pois cada grama de gordura possui nove calorias.

Para quem quer perder peso, é fundamental manter uma dieta equilibrada para evitar o acúmulo de gordura, especialmente em regiões que tiram o sono de muita gente, como o abdômen.
Gorduras boas x ruins

Todos os alimentos contêm nutrientes importantes para o nosso metabolismo.

No caso das gorduras, os especialistas em nutrição recomendam que entre 15% e 30% das proteínas consumidas durante o dia, sejam provenientes de alimentos ricos em gordura insaturada, presente nos peixes, azeites e nozes.

Elas são importantes para garantir que o organismo absorva as vitaminas presentes nos alimentos. A quantidade de gordura a ser ingerida varia conforme o estilo de vida ou as atividades físicas praticadas por cada pessoa.

Já as gorduras saturadas fazem mal à saúde. Elas estão presentes em alimentos de origem animal, como, por exemplo, na carne vermelha ou na nata da manteiga. Esse tipo de gordura, se acumulado no organismo, pode causar o entupimento das artérias ao formar placas de gorduras no seu interior, dificultando ou, em casos mais graves, impedindo a circulação do sangue.

Além disso, provoca o aumento do colesterol no sangue. Por isso, todo cuidado é pouco e o seu consumo deve ser limitado a, no máximo, 10% do total de calorias ingeridas diariamente.

Entre as gorduras ruins, uma se destaca como a mais danosa à saúde é a trans ou hidrogenada, que aumenta a validade e deixa os alimentos mais vistosos e saborosos. Esse tipo é resultante de processos naturais ou industriais que alteram a sua estrutura química.

Ela está presente, principalmente, nos alimentos industrializados, como biscoitos, bolos, sorvetes e batatas fritas. Se consumida em excesso, a gordura trans pode aumentar as taxas de colesterol e, consequentemente, o risco de doenças cardíacas. Por conta dos danos à saúde, esses alimentos devem ser evitados, ou, se não for possível, ingeridos com moderação.

Gorduras boas para Diabetes

Estudos indicam que as gorduras insaturadas ajudam a combater o colesterol ruim, contribuindo para o equilíbrio entre o bom e o ruim. Entre as gorduras insaturadas, as monoinsaturadas são as mais indicadas. Elas são encontradas no azeite de oliva, amendoim, óleo de canola e abacate.

Já as poli-insaturadas, que contêm ômega-3 e ômega-6, presentes em alimentos como peixes, óleos vegetais e sementes, são consideradas boas, mas devem ser ingeridas com mais cuidado, consumindo apenas o necessário para manter o corpo saudável.

Omega 3: https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%94mega_3

Omega 6: https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%94mega_6

O consumo responsável, preferencialmente das gorduras insaturadas, pode trazer muitos benefícios ao corpo, mas nunca é demais lembrar que uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos adequados são importantes para perder peso.

Emagrecer com saúde é a meta de todos, mas, para isso, a escolha dos alimentos corretos é fundamental. E a gordura faz parte da lista, desde que a escolhida seja a boa, porque, além de fazer perder peso, contribui para a manutenção da saúde, especialmente do sistema circulatório

Fonte: http://diabetesalimentacao.com/

By | 2018-04-06T22:00:24+00:00 April 6th, 2018|Uncategorized|0 Comments

Leave A Comment