Micropigmentação e tatuagem são a mesma coisa?

/Micropigmentação e tatuagem são a mesma coisa?

Micropigmentação e tatuagem são a mesma coisa?

Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre as diferenças entre a micropigmentação e a tatuagem. Na verdade, ainda se fala muito em “maquiagem permanente” porque os procedimentos eram na verdade semelhantes a uma tatuagem comum.

A maquiagem permanente tornou-se cada vez mais popular no Brasil por volta dos anos 90, e desde então a técnica passou por muitas mudanças e desenvolvimentos. Os produtos, cores e máquinas que agora são conhecidos como micropigmentação foram devolvidos e melhorados. As cores são específicas para este fim, a técnica é infinitamente menos invasiva, as cores dos pigmentos também são mais terrosas e menos vívidas.

No passado, o tratamento era feito de forma semelhante, mas hoje a micropigmentação é muito mais fina do que numa tatuagem, e menos agressiva para a pele. Enquanto a tatuagem atinge mais camadas de pele, derme e epiderme, a micropigmentação só atinge as camadas superficiais: camadas que estão sempre expostas à agressão, como o sol, poluição, produtos químicos, ou seja, são renovadas de tempos em tempos, por isso este processo é importante.

Os nomes de micropigmentação, dermopigmentação ou maquiagem permanente são atuais e corretos.

Ao contrário da antiga maquiagem final, a micropigmentação permite um processo não final mas semi-permanente que permite a reparação, correção e/ou manutenção a cada 8-18 meses em média.

Então você pode dizer não, a micropigmentação e a tatuagem não são a mesma e a principal diferença entre elas é a duração (a tatuagem é permanente e a micro é semi-permanente), as camadas da pele (a tatuagem é mais profunda e a micro é mais superficial), as diferentes tintas e as máquinas de implantação são geralmente diferentes.

Como corrigir uma micropigmentação falhada?

Se você passou por uma micropigmentação há anos e ela ainda está intacta, com uma cor indesejada ou um desenho assimétrico, você sabe que pode eliminá-la.

Devido à alta demanda por procedimentos semi-permanentes, o mercado para profissionais que entram no campo também cresceu, um grande erro na maioria dos casos é a falta de conhecimento técnico da parte deles. E o número de sobrancelhas tatuadas e não pigmentadas, sobrancelhas com cores “extravagantes” e sobrancelhas com erros de simetria grotesca tem aumentado significativamente.

Existem várias técnicas de remoção permanente de maquiagem, sendo uma das mais eficazes o laser. O processo é feito através de sessões para alcançar bons resultados, o mesmo deve ser feito por especialistas qualificados, normalmente a remoção é dolorosa e lenta.

Conclusão

Por estas razões, é importante realizar pesquisas e conhecer as diferenças entre os resultados. Procure sempre bons profissionais e faça perguntas sobre a técnica a ser praticada e sobre os materiais utilizados para os cuidados e problemas de saúde que não permitem que a técnica seja praticada.

A investigação nesta área está sempre a progredir para melhorar a aparência final. As técnicas de micropigmentação aumentam a auto-estima, corrigem defeitos, cicatrizes e embelezam, desde que sejam realizadas corretamente e de acordo com os objetivos.

By | 2020-01-21T14:38:06+00:00 January 23rd, 2020|Saúde|0 Comments

Leave A Comment